Especial de Verão: Cookies de Banana com Aveia

Finalmente chegamos na última receita do meu, do seu, do nosso Especial de Verão Doce Sinhá!! 👏🏽 🎉 Uhuuuu!!!! Aêeeee!!!! E pra fechar com chave de ouro vamos com uma receita de cookies, mas pra deixar mais leve escolhi essa de banana com aveia, que é tão maravilhosa que até quem não gosta de banana comeu, repetiu e elogiou (antes de saber que era de banana, claro… hehehe).

cookies2

Eu particularmente sou apaixonada por cookies e não sei porque demorei tanto pra colocar uma receita deles aqui no blog. De qualquer forma o importante é que essa falha será reparada nesse post, e cá entre nós, em grande estilo porque essa receita foi um dos meus melhores achados, e é meu presente hoje pra você.

Além de ser gostosa, ela é super simples de fazer e usa ingredientes fáceis de achar, o que é sempre bom. Falando em ingredientes, vamos a eles!

Cookies de Banana com Aveia

cookies1

  • 200g de manteiga sem sal
  • 200g de açúcar mascavo
  • 200g de açúcar refinado
  • 2 ovos
  • 1 + 2/3 de xíc. de farinha de trigo
  • 1 col. de chá de bicarbonato de sódio
  • 1/2 col. de chá de sal
  • 3 xíc. de aveia em flocos – se você compra a aveia no mercado, na caixinha, é aquela em flocos normal (flocos finos é fino demais pra essa receita). Agora se você compra aveia a granel dai você tem que ver uma aveia mais fina, porque a aveia em flocos normal é muito grossa e deixa os cookies meio secos, mas se for essa a que você já tem em casa, então é só usar menos, eu diria só 2 xícaras.
  • 1 banana (grande) amassada – se suas bananas estiverem magrinhas, use duas

– Preaqueça* o forno (180ºC) e forre duas assadeiras com papel manteiga. Se você tiver assadeiras com a lateral bem baixinha, melhor.

Na batedeira, bata a manteiga, o açúcar mascavo e o açúcar refinado até ficar uma mistura clara e homogênea. Raspe o fundo da tigela pelo menos uma vez durante o processo pra ter certeza que a manteiga e os açúcares estão sendo bem misturados (desligue a batedeira antes de passar a espátula no fundo da tijela, por favor…). Apesar da gente querer que a mistura fique clara, não é pra agregar muito ar nessa manteiga, então se você tem uma batedeira planetária use a pá (aquele batedor que não é todo aramado e nem o gancho). Se sua batedeira é a comum, use as pazinhas normais mesmo.

Manteiga e açúcares misturados? É hora de adicionar os ovos, um de cada vez. Misture bem. Acrescente a farinha de trigo, o bicarbonato e o sal e bata só o suficiente pra misturar. Quanto mais a gente bater mais duro os cookies irão ficar.

Dispense a batedeira e misture a aveia e a banana com ajuda de uma espátula ou colher de pau (minha preferida!).

Chegou a hora de moldar os biscoitos, se você tiver uma colher pra sorvete dessas aqui pode usá-la a vontade pra fazer as bolinhas (igual servir sorvete).

IMG_2133

Agora se você não tem use duas colheres de sopa ou sobremesa, ou até as mãos se preferir (eu acho a massa meio grudenta pra enrolar na mão, mas cê que sabe). O importante é modelar os biscoitinhos e arruma-los na assadeira espaçadinhos (tipo uns 8cm).

DICA: Eu gosto de colocar as bolinhas numa assadeira só e deixar na geladeira, ou no congelador se tiver espaço, por uns 15-20 minutos, pra manteiga endurecer um pouco. Aqui no Rio é normalmente quente e depois de tanto bater e misturar a manteiga fica mole demais. E se a manteiga estiver muito mole o cookie se espalha muito no forno. *Se você for esperar, essa é a hora de preaquecer o forno.

Antes de colocar no forno, dê uma apertadinha em cada bolinha. Asse por uns 15 minutos, ou até que a borda esteja levemente dourada. Retire do forno, e deixe esfriar completamente antes de guardar.

cookies3

Enquanto espera esfriar, “roube”um cookie pra provar, você merece!

Gostou na receita? Compartilhe com seus amigos. E tire a foto dos seus cookies e manda pra mim!

Dúvidas? Dicas? Sugestões? Dar um ‘oi’? Deixe um comentário aqui, prometo que respondo!

Beijos,

Sinhá Ju

Anúncios

Cupcake de Janeiro (semi fail)

E vamos logo ao que interessa que eu já estou dois meses atrasada!

O cupcake de janeiro foi de baunilha com cobertura de cream cheese, e como foi o primeiro que eu fiz, segui a receita a risca, o que não deu muito certo… Por causa da quantidade de bicarbonato os bolinhos transbordaram no forno, (deu um trabalhão pra limpar depois)…

…e a cobertura ficou molenga, quase liquida mesmo, e ficou escorrendo (outra melequeira…) MAS o sabor fico bom, tanto da massa quanto da cobertura. Nada que uns ajustes nas quantidades não desse jeito.

cupcake6

Aqui vou postar a receita com as minhas alterações, pra você não precisar se preocupar…

Cupcake de baunilha com cream cheese

cupcake1

  • 4 ovos
  • 150 g de manteiga (3/4 do tablete ou 3/4 de xícara)
  • 1/4 de xícara de leite
  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • uma pitada de sal (1/4 col. de chá)
  • 1/2 col. de chá de bicarbonato
  • 1  1/2 xícara de açúcar
  • 1 col. de chá de essência de baunilha

Cobertura:

  • 300 g de cream cheese (2 potes)
  • 1 1/2 xícaras de açúcar de confeiteiro
  • 2 col. de chá de suco de limão

– Enquanto isso, bata o cream cheese na batedeira até obter um creme fofo. Junte o açúcar e bata em velocidade baixa até ficar homogêneo. Junte o suco de limão e bata mais um pouco. Reserve na geladeira enquanto faz os bolinhos.

DICA: Na receita original não fala, mas quando eu fiz a cobertura ficou muito mole, e foi terrível pra decorar. Mas depois dos cupcakes terem ficado na geladeira ela já ficou mais durinha, mas nada que desse pra usar o saco de confeiteiro. Então além de eu já ter aumentado a quantidade de açúcar de confeiteiro, faça a cobertura primeiro e deixe na geladeira pra na hora de decorar estar um pouco melhor.

Preaqueça o forno em 180º (médio). Prepare a forma dos cupcakes, já deixa tudo prontinho com as forminhas, e se você não tiver forminhas de papel, é só untar e enfarinhar sua forma.

Junte os secos, ou seja, a farinha, o bicarbonato e o sal (por mais estranho que pareça o açúcar não está incluído nos ingredientes secos…).

Na batedeira, bata a manteiga, com o açúcar até obter um creme claro e fofo. Adicione os ovos, um de cada vez, sem parar de bater, e depois o leite e a baunilha. Bata até ficar homogêneo. Junte a mistura de farinha aos poucos, mexendo sempre, mas só o suficiente pra conseguir uma massa homogênea. Não bata de mais pra seus cupcakes ficarem macios, #ficaadica.

Distribua a massa entre as forminhas, mas só até a metade mais ou menos, e leve ao forno por 25 minutos, ou até passar no teste do palito (quando você enfia um palito de dente no bolo e ele sai limpinho).

Retire do forno e deixe esfriar completamente antes de decorar.

cupcake5

cupcake7

Rende mais ou menos 18 cupcakes, dependendo do tamanho da sua forma.

Dúvidas? Dicas? Sugestões? Dar um ‘oi’? Deixa um comentário aqui, prometo que respondo!

Kisses,

Sinhá Ju

Receita Preguiçosa…

Pra quem não sabe, essa Sinhá Maria aqui já teve um outro lar. O endereço antigo do Doce Sinhá ainda está ativo porque as receitas são m-a-r-a, sem nenhuma modéstia mesmo, pena que a qualidade das fotos nem sempre acompanharam a qualidade das receitas 😁. Então se algum dia vocês passarem lá na minha antiga casa foquem nas receitas, ok?

A receita de hoje eu achei em um dos meus sites gringos favoritos, The Pioneer Woman, e publiquei lá na outra residência. Mas ela é tão boa que merece ser republicada aqui. Se quiser ver a receita original é só ir lá no site da PW, mas vai lá não… aqui a receita já tá traduzidinha, adaptada, com meus pitacos, fica aqui e me faz companhia.

O nome original é Sleepin’ in Omelette, algo como ‘Omelete Dormida’ (dormido? é masculino ou feminino? eita…), mas vai pão na receita, e até onde eu sei, aqui pra nós omelete não tem pão, você pode até por omelete no pão, mas isso é outra coisa, e eu já tô saindo do assunto. Enfim, como omelete feita de pão não é comum, e como eu adaptei umas coisinhas, me dei a liberdade de rebatizar a receita como “Omelete de pão preguiçosa”.

Ok, ok, o nome não é lá essas coisas, mas quero ver você resistir a essa carinha:

img_1071_fotor

Não é light, não é fit, nem leve, nem vegana, nem ‘free’, mas é boa, muito boa, boa mesmo, vai por mim.

Fiz umas mudanças nas quantidades porque, né, tem um limite pra minha consciência pesada. Ficou super gostoso mesmo assim, tão gostoso que já repeti essa receita algumas vezes. Mas se você quiser, pode ver as quantidades originais lá no site da PW.

Omelete de Pão Preguiçosa

Pães suficientes pra encher seu refratário. Eu achei uns pãezinhos com sabor de cebola, e usei eles, mas nunca mais achei no mercado, então use o que você encontrar, se for usar o francês é melhor que esteja dormido, tembém não sei se pão de forma ficaria legal, mas vale o teste.
1 xíc. de queijo (mussarela, provolone, bola, prato) ralado. Pode até fazer um mix dos seus queijos preferidos.
150g de manteiga (xô, culpa!)
150g de cream cheese
6 ovos (isso mesmo)
2 xíc. de leite
1 col. chá de mostarda, eu aconselho usar dijon ou escura, se tiver em pó pode usar também
pimenta caiena a gosto
1/2 col chá de sal
1 col. sopa de cebolinha picada

– Primeiro unte o refratário generosamente com manteiga, vou logo avisando, generosidade comanda essa receita, se joga de uma vez.

Depois rasgue os pães sem cuidado ou perfeição e espalhe na fôrma até encher. Não precisar atulhar, porque ainda vai entrar os líquidos, é pra ficar um cheio confortável.

Espalhe o queijo ralado em cima do pão. Depois espalhe nacos de cream cheese, vai tirando com os dedos mesmo, sem frescurinha, é só lavar as mãos antes e depois…

Corte a manteiga em fatias e espalhe em cima de tudo isso. Nessa hora resista a tentação da culpa, lembre que vai valer a pena, então continue, a gente não come isso todo dia mesmo, amanhã a gente compensa.

Vai ficar assim:

img_1059_fotor

Agora misture os ovos, leite, pimenta, mostarda, e o sal numa vasilha com um batedor ou com um garfo mesmo.

Regue seu pão e queijo com essa mistura, cubra com papel alumínio e ponha na geladeira por algumas horas, quantas você quiser. Pode ser até de um dia pro outro (entendeu agora a parte da preguiça?).

img_1064_fotorimg_1065_fotor2

Depois do descanso, leve-o ainda coberto ao forno por mais ou menos 30 minutos. Retire o papel, salpique o cheiro verde, e volte ao forno por mais uns 15 minutos.

Tchanran!

img_1070_fotor

E como a PW disse: “Eat. Faint. Repeat.” – Coma. Desmaie. Repita.

Não conte calorias, conte sabores, afinal, academia tá aí pra isso, né? hehehe…

Dúvidas? Dicas? Sugestões? Dar um ‘oi’? Deixa um comentário aqui, prometo que respondo!

Bjs,

a Sinhá