Receita Preguiçosa…

Pra quem não sabe, essa Sinhá Maria aqui já teve um outro lar. As receitas eram m-a-r-a, sem nenhuma modéstia mesmo, pena que a qualidade das fotos nem sempre acompanhou a qualidade das receitas 😁. Esse post é uma revisita a um post antigo de lá.

A receita de hoje eu achei em um dos meus sites gringos favoritos, The Pioneer Woman, e publiquei lá na outra residência. Mas ela é tão boa que merece ser republicada aqui. Se quiser ver a receita original é só ir lá no site da PW, mas vai lá não… aqui a receita já tá traduzidinha, adaptada, com meus pitacos, fica aqui e me faz companhia.

O nome original é Sleepin’ in Omelette, algo como ‘Omelete Dormida’ (dormido? é masculino ou feminino? eita…), mas vai pão na receita, e até onde eu sei, aqui pra nós omelete não tem pão, você pode até por omelete no pão, mas isso é outra coisa, e eu já tô saindo do assunto. Enfim, como omelete feita de pão não é comum, e como eu adaptei umas coisinhas, me dei a liberdade de rebatizar a receita como “Omelete de pão preguiçosa”.

Ok, ok, o nome não é lá essas coisas, mas quero ver você resistir a essa carinha:

img_1071_fotor

Não é light, não é fit, nem leve, nem vegana, nem ‘free’, mas é boa, muito boa, boa mesmo, vai por mim.

Fiz umas mudanças nas quantidades porque, né, tem um limite pra minha consciência pesada. Ficou super gostoso mesmo assim, tão gostoso que já repeti essa receita algumas vezes. Mas se você quiser, pode ver as quantidades originais lá no site da PW.

Omelete de Pão Preguiçosa

Pães suficientes pra encher seu refratário. Eu achei uns pãezinhos com sabor de cebola, e usei eles, mas nunca mais achei no mercado, então use o que você encontrar, se for usar o francês é melhor que esteja dormido, tembém não sei se pão de forma ficaria legal, mas vale o teste.
1 xíc. de queijo (mussarela, provolone, bola, prato) ralado. Pode até fazer um mix dos seus queijos preferidos.
150g de manteiga (xô, culpa!)
150g de cream cheese
6 ovos (isso mesmo)
2 xíc. de leite
1 col. chá de mostarda, eu aconselho usar dijon ou escura, se tiver em pó pode usar também
pimenta caiena a gosto
1/2 col chá de sal
1 col. sopa de cebolinha picada

– Primeiro unte o refratário generosamente com manteiga, vou logo avisando, generosidade comanda essa receita, se joga de uma vez.

Depois rasgue os pães sem cuidado ou perfeição e espalhe na fôrma até encher. Não precisar atulhar, porque ainda vai entrar os líquidos, é pra ficar um cheio confortável.

Espalhe o queijo ralado em cima do pão. Depois espalhe nacos de cream cheese, vai tirando com os dedos mesmo, sem frescurinha, é só lavar as mãos antes e depois…

Corte a manteiga em fatias e espalhe em cima de tudo isso. Nessa hora resista a tentação da culpa, lembre que vai valer a pena, então continue, a gente não come isso todo dia mesmo, amanhã a gente compensa.

Vai ficar assim:

img_1059_fotor

Agora misture os ovos, leite, pimenta, mostarda, e o sal numa vasilha com um batedor ou com um garfo mesmo.

Regue seu pão e queijo com essa mistura, cubra com papel alumínio e ponha na geladeira por algumas horas, quantas você quiser. Pode ser até de um dia pro outro (entendeu agora a parte da preguiça?).

img_1064_fotorimg_1065_fotor2

Depois do descanso, leve-o ainda coberto ao forno por mais ou menos 30 minutos. Retire o papel, salpique o cheiro verde, e volte ao forno por mais uns 15 minutos.

Tchanran!

img_1070_fotor

E como a PW disse: “Eat. Faint. Repeat.” – Coma. Desmaie. Repita.

Não conte calorias, conte sabores, afinal, academia tá aí pra isso, né? hehehe…

Dúvidas? Dicas? Sugestões? Dar um ‘oi’? Deixa um comentário aqui, prometo que respondo!

Bjs,

a Sinhá

Anúncios

Macarrão com Queijo


Vamos começar com as desculpas. Ontem minha irmã chamou minha atenção que a ultima postagem tinha sido dia 01/09, e eu levei um susto. Claro q eu sabia que tava em divida com o blog, mas não tinha me dado conta que tinha passado tanto tempo. Tive mudanças no trabalho e ainda tô descobrindo como conciliar todas as coisas. Estou trabalhando pra compensar isso aí.

Agora à receita: não, esse não é o famoso Mac and Cheese americano. Pra falar a verdade o nome dele é macarrão de pizza, mas eu não gostei do nome e resolvi rebatizar, não me julgue.

IMG_1750_Fotor

Ingredientes:

500 g de macarrão tipo curto (pode ser penne, parafuso, caracol, ou qualquer um que você goste)

IMG_1736_Fotor

3 tomates picados (sem semente)

1 cebola média picada

sal, pimenta e orégano a gosto

manjericão fresco (opcional)

1 caixinha de creme de leite

4 col. (sopa) de requeijão cremoso

400g de queijo minas curado em cubos

IMG_1738_Fotor

Cozinhe macarrão como diz na embalagem, pra ficar al dente. Reserve uma xícara da água do cozimento do macarrão. É sempre bom guardar um pouco da água do macarrão, caso o molho fique grosso você usa essa água pra dar uma afinada.

Refogue a cebola no azeite e quando ela estiver translúcida e macia junte os tomates picados, e refogue mais um pouco. Tempere com sal, pimenta, orégano e manjericão. (Cuidado com o sal, experimente o queijo antes.)

IMG_1743_Fotor

Tá tudo refogado? Temperado? Então coloque o creme de leite e o requeijão, misture bem. Quando começar a querer ferver junte o macarrão. Se ficar muito grosso coloque um pouco da água reservada.

IMG_1747_Fotor

Desligue o fogo, junte o queijo, misture e sirva. O queijo vai derreter com o calorzinho do macarrão.

IMG_1750_Fotor

Fica, tipo, muito bom! Bom demais pra resistir! Tá esperando o que? Vai lá fazer e me conta aqui como ficou!

Besos…

Batatas Cremosas com Queijo

Tem gente que nasce pra brilhar, não importa se a vida dá papel de coadjuvante, elas tem tanta luz que roubam a cena. E assim como são as pessoas, também são as criaturas, e os pratos de comida também.

Quis a vida que as batatas de uma forma geral fossem classificadas como “acompanhamento”, mas elas quase sempre brilham mais (ou tanto quanto) os principais e levam todos os prémios. Prova disso são essas batatas aqui.

IMG_1603_Fotor

Quando eu fiz essa receita aqui em casa, servi pra acompanhar uma carne assada que, tadinha, apesar de boa quase ninguém lembra. (Mas a carne assada era realmente boa, qualquer dia ela dá as caras por aqui).

Vamos à receita:

Ingredientes:

1 kg de batatas

Cheiro verde a gosto (mas seja generosa)

Para o molho:

1/4 de xícara de manteiga (50 g)

1 cebola picada (de média pra grande)

2 dentes de alho amassado

2 col. (sopa) de farinha de trigo

2 xíc. de leite

2 1/4 de xíc. de queijos ralados (eu usei 1 xíc. de mussarela, 1 xíc. de provolone e 1/4 ed xíc. de parmesão, mas você é livre pra fazer a escolha e a combinação que quiser) , divide em 2/3 e 1/3, já já você vai entender

Comece fatiando as batatas (ô que prático, nem tem que descascar). A idéia é cortar em fatias finas, mas não vai exagerar, não tao finas assim. Se você precisa de um guia, é mais ou menos 0,5 cm. Coloque as batatinhas numa panela grande e cubra com água, ah, ponha sal também, porque, né, batatas precisam de um salzinho. Leve ao fogo e quando começar a ferver desligue e escorra, mas olha só, é só pra dar uma pré cozida, não vai me esquecer essas batatas cozinhando porque aí, só purê salva.

Vamos ao molho: leve a manteiga ao fogo numa panela boa, quando derreter acrescente a cebola picada e refogue até ela ficar molinha e transparente. Acrescente o alho*, refogue um pouquinho e acrescente a farinha de trigo e mexa por um minutinho, é importante deixar a farinha cozinhar nessa hora pro seu molho não ficar com aquele gosto de farinha crua.

*A questão do alho: a quem diga que se você colocar o alho antes ele pode queimar e amargar a coisa toda, mas eu gosto de viver perigosamente e refogo o alho mesmo, sem medo de ser feliz. Até agora funcionou pra mim, mas se você preferir fazer a linha precavida, deixa pra colocar o alho junto com o leite.

Agora acrescente o leite. Mexa bem pra não empelotar, mas se empelotar keep calm e use o fouet (o batedor de ovos) que tudo vai dar certo. Ok, vamos cozinhar esse molho até ele encorpar e cobrir bonitinho as costas da colher, mexendo sempre pra não queimar (por isso que eu falei pra usar uma panela boa).

Se você fizer um risco nas costas da colher com o dedo e os lados não se juntarem significa que  seu molho chegou no ponto e é hora de desligar o fogo e acrescentar 2/3 dos queijos (GUARDE 1/3 pra pôr por cima). Dê uma mexida e deixe o calor fazer seu trabalho.

IMG_1596_Fotor

Molho e batatas a postos é hora de montar: unte um refratário (pode ser com óleo, azeite ou manteiga) e coloque as fatias de batata em camadas, alternando com o cheiro verde picado.

IMG_1584_Fotor

Coloque o molho por cima de tudo e dê uma sacudidinha pra ele e a batata se entenderem bem.

IMG_1598_Fotor1

Cubra com o restante do queijo (lembra que você separou lá no começo?) e mais cheiro verde, leve ao forno médio pré aquecido por 30 minutos, ou até dourar.

IMG_1599_Fotor

Sirva com carne, frango, salada, puro, de qualquer jeito, vai ser sucesso!

IMG_1602_Fotor

Faz lá e me conta aqui o que achou!

Besos,

Sinhá Ju